Cenario Eletronico Pokemon

1,483

1

Introduction: Cenario Eletronico Pokemon

Nossos queridos monstrinhos de bolso que encantam uma boa galera desde os anos 90 são incríveis combustíveis para criatividade tanto da galera do artesanato quanto da eletrônica.

Já pensou onde eles vivem e o que fazem fora de suas Pokebolas? Que tal retratar o estilo de vida desses fofinhos usando artesanato e dar um toque de vida ao Pinóquio usando Arduino ?

Diante dessa pandemia é interessante manter sua cabeça ocupada e tentando gastar pouco porque nunca se sabe,os materiais que serão usados aqui são relativamente baratos e acessíveis ,reaproveitando até coisas tratadas como lixo.

Os eletrônicos a serem usados como a placa de desenvolvimento Arduino são relativamente faceis de se trabalhar.

Step 1: Ferramentas:

O artesanato usando massas de modelagem não necessita de muito,você pode improvisar coisas como chaves de fenda,palitos de dente e até suas mãos para dar vida aos nossos queridinhos

  • · 1 forro pra mesa(pra trabalhar com a massa)
  • · Tesoura
  • · Chaves de fenda,palitos de dente entre outros objetos de pontas finas e arredondadas(para ajudar na modelagem
  • · Caneta e papel(para desenhar alguns moldes)
  • · Pinceis(para pintar ou tingir a massa)
  • · Um recipiente (pode ser uma garrafa,um pote qualquer coisa para misturar as tintas
  • · Pistola de cola quente(tanto pra colar quanto para fazer alguns detalhes)
  • · Ferro de solda
  • · Peneira
  • · Alicate

Step 2: Materiais:

Os mais acessiveis são os do diorama todo ,enquanto que os mais caros são os eletrônicos

Pokemon:

  • · 1 Pacote de massa Biscuit( tipo Air Dry Clay) 150g
  • · 5 Tintas PVC de preferência nas 3 cores primarias(azul,amarelo,vermelho) e as 2 neutras (branco e preto)
  • · 1 Pequeno rolo de arame(dependendo do tamanho que você for fazer pode ser mais ,então depende do tamanho que você vai fazer mesmo)
  • · 1 rolo de fita adesiva dupla face
  • · 1 rolo de papel alumino
  • · 1 bisnaga pequena de cola de contato(aquelas super colas)

No geral você vai precisar disso e um pouco de imaginação para adicionar o que você achar de interessante e interativo em um Pokémon,no meu caso fiz o Blastoise e o Exeggutor os dois usaram alguns materiais diferentes no processo

Blastoise:

  • · Tubo de caneta
  • · Papelão

Exeggutor:

  • · 1 rolo vazio de papel higiênico
  • · 1 punhado de papel velho (daqueles cadernos que não se usa mais)
  • · 1 Punhado de serragem
  • · 1 Micro Servo 9g

Diorama:

  • · 2 cadernos usados
  • · 1 tubo grande de cola(1L preferencia)
  • · 1 caixa de papelão
  • · 1 Recipiente médio com água(300ml,preferência aqueles potes usados)
  • · As tintas que você comprou para os Pokemon
  • · O rolo de papel alumínio que você comprou para os Pokémon
  • · 1 bisnaga de cola de silicone
  • · Garrafas velhas entre outros reciclaveis
  • · 1 Punhado de serragem
  • · Cola de contato comprada pros Pokemon

Quanto aos eletrônicos,ter um Arduino não é extremamente nescessario ,se você não for querer elementos como o do Pokemon movimentar alguma parte dele quando você apertar uma parte do cenário por exemplo.

As vezes só a simplicidade de um botão bonito e um Led já traz muita coisa.

Como eu sou um cara complicado vou colocar aqui o que usei pros elementos interativos que eu quis fazer

Eletronicos:

  • · 1 Arduino Uno(pode ser outro modelo também )
  • · 3 Buzzers
  • · 1 Led RGB
  • · 1 Micro Servo 9g
  • · Um pouco do papel alumínio do rolo comprado
  • · 1 Resistor de 1Mega Ohm
  • · Jumpers
  • · 1 Powerbank 5V

Step 3: Modelando Seu Pokemon : Blastoise

Por razões de desing eu acho interessante sempre desenhar o pokemon que você deseja fazer pra ter uma referencia de tamanho e noções de cor,se acaso for feito isso é até mais interessante pro esqueleto do nosso monstrinho.

Sabendo o tamanho do seu Pokemon vamos então pegar o arame e cortar com o alicate no tamanho desejado,torça os arames como se estivesse dando um nó na onde for as juntas de seu Pokémon sendo com o alicate ou até mesmo com a mão(eu usei um arame muito enferrujado então tive que usar o alicate se não eu não teria mão pra modelar o bichinho).

Feito isso é o momento de começar a dar um enchimento no corpinho,vamos pegar folhas do nosso rolo de papel alumínio e começar a “amassar” no esqueleto dando a forma que se espera desse Pokémon(uma boa forma de economizar o papel alumínio é amassando papel velho em volta e depois só cobrir com poucas camadas do papel alumínio ,a modelagem fica parecida e ele mais leve).

Depois vamos pegar a fita adesiva e dar varias voltas no corpo agora de alumínio de forma a cobir ele todo,isso da mais aderência a massa a ser jogada por cima)

Agora é hora da mão na massa!

Trabalhar com Biscuit( air dry clay) é um pouco complicado,vai água a todo momento e cobra muito de suas mãos para poder sovar ,vamos forrar nossa mesa com um plástico para não grudar,após sovar bem a massa vamos abrir ela com as mãos e nos atentar as pequenas bolinhas de ar que podem prejudicar a textura do nosso Pokemon,cometi esse erro não da pra perceber muito mas não é bonito de se ver.

Tingir essa massa é um bom jeito de economizar tinta e dar um acabamento mais natural,porem o tom da cor que você tinge na massa sempre vai ser mais fraco,tingi a pele do blastoise de azul escuro por exemplo e acabou ficando azul claro.

Feito isso vamos abrir a massa e cobrir com pequenas camadas as partes do corpo de nosso Pokemano ,ferramentas que ajudam muito a juntar ligamentos do corpo,fazer dedos,pernas entre outros são chaves de fenda de bocas diferentes,alternado entre achatadas e pontudas conforme seu gosto,pontas bem arrendondadas são ótimas para fundo de olhos,boca dentre outros e por fim palitos de churrasco e picolé ajudaram muito a dar forma ao casco do Blastoise.

O boneco fica um pouco menor quando seca pois a massa é a base de água, então não se assuste seu Pokemon não vai ficar um Gigantamax pra sempre.

Como disse a interatividade depende de vocês,aqui eu arrisquei um Blastoise que abre a boca,recomendo fortemente que caso vá fazer algum Pokémon que abra a boca, modele as 2 partes da boca antes, dando espaço para encaixar algum eixo(é difícil considerando que o tamanho muda quando seco) porque com certeza faz diferença,acabei tendo uma cabeça muito maior do que o corpo também por conta do projeto da cabeça,deu um ar cômico e desengonçado para ele

Usei um arame para fazer esse eixo e colei só a parte de baixo da boca com cola quente(tempos depois a cola amoleceu com o movimento e foi perdendo a articulação),então é bem mais interessante fazer um eixo robusto ,dos melhores já testados foram este e um de tubo de caneta(só que a cola era muito fraca e ele acabava não fazendo o movimento)

Basicamente vamos pegar um arame, passar um trecho dele por dentro do buraco da ponta da hélice do servo, e colar com cola quente,assim teremos uma braço que levanta o arame.

Depois vamos unir a extremidade desse arame a extremidade da cabeça feita em T com cola quente assim temos nosso mecanismo não muito confiável e efetivo algumas vezes(pode dar muito certo usando cola de contato,mas é interessante usar outro eixo)

Não confio muito em minhas habilidades artísticas e não dei modelagem muito boa ao fundo dos olhos,então improvisei desenhando e pintando um olho esteriotipado de manga/anime num papel cartão resistente,e colei com cola de contato no buraco que são seus olhos

E por fim deixado secar por uns 2 dias

Step 4: Modelando Seu Pokemon : Exeggutor

Tive um problema ao pensar num jeito bonito de esconder o servo motor que levanta a boca do Blastoise com um arame e resolvi ele usando o que sobrou da massa e 2 rolos de papel higiênico.

Ele não tem estrutura de arame, peguei os rolos de papel higiênico e empilhei e colei com fita, deixando um espaço em cima para colar o servo motor e um embaixo para o fio dele sair sendo oco por dentro o Exeggutor.

Cobri o bicho com papel amassado cuidadosamente para não perder forma e até mesmo colocando um pouco de fita ,e após isso modelei com o papel alumínio por cima tentando dar o icônico formato de arvore a ele.

Cobri com a massa direto pois eu não tinha mais fita adesiva(estamos de quarentena é feio sair pra comprar coisas assim),esse eu não tingi antes pois queria experimentar como fica só com a pintura.

Os galhos e folhas foram muito improvisados, peguei todos os modelos de canhão pro Blastoise que fiz e deram errado e os transformei neles apenas colando serragem tingida de verde por cima.

E por fim deixado secar(demorou em torno de 3 a 4 dias para o Blastoise e 2 para o Exeggutor por conta do tamanho).

Tudo isso que fiz foram minhas técnicas para dar uma interação e movimento ao Diorama, sejam livres para alterar qualquer mecanismo e desing de mecanismo feitos no caso desses Pokemon aqui.

Step 5: Modelando Nosso Diorama: Base

Aqui é o lugar onde se tem mais liberdade para criação,

Quer uma montanha?

Que tal usar uma garrafa cortada?,

Quer um rio?

Porque não usar cola de silicone para simular ondas?

Uma caverna?

Que tal uma embalagem de plástico cortada?

Aqui tudo depende de você.

Por conta de não ter mais massa de modelar ,optei por fazer uma massa improvisada tipo papel mache que só vai água ,papel e cola.

Escolha o tamanho de sua base baseado em quantos Pokémon e o quão grande eles são para comportar eles e outros elementos adicionais que você queira.

Aqui desenhei um circulo num papelão ,delimitei a área aonde será o rio para ter uma noção de onde fazer o desnivel na hora de modelar o “papel mache” improvisado.

Para trabalhar com nosso papel mache é necessario um recipiente para misturar cola e água, muita cola ,muita água e o mais importante que é ter um grande contingente de paciência e determinação para construir a morada de seus Pokémon ,mais paciência até do que a necessaria pra enfrentar Cinthia no Pokemon Diamond de Nintendo DS.

Essa mistura vai 2 de cola para 1 de água, não pode ficar muito aguada pois senão mesmo após secar não teremos a dureza da cola ,não pode ser tanta cola senão sequer da pra modelar direito.

Feito a mistura num recipiente vá a algum armário de sua casa no qual você tenha guardado seus cadernos antigos de escola que não são usados mais(se você faz parte das pessoas que não queimam seus cadernos no fim do semestre pra comemorar),pode ser qualquer papel de caderno ,desde que não seja muito duro e então rasgue em tiras medias ,passe as na mistura e vai cobrindo toda a região de sua base.

Step 6: Modelando Nosso Diorama: Relevo

Dependendo do que for fazer de relevo o importante é manter consistência na hora de ir juntando as tiras de papel com cola ,é interessante ir passando a mistura e modelando aonde vc for formar algum relevo importante tipo o rio que eu fiz, e dando espaço para elementos adicionais caso venha a utiliza-los

Step 7: Modelando Nosso Diorama: Elementos De Cenário

Como dito antes, são muitas as possibilidades, aqui eu usei essa garrafa de plástico para fazer uma caverna.

Foi coberta com algumas camadas de papel e depois com uma de papel alumínio para dar alguma consistência e formato, fui fazendo pequenas bolinhas com a massa de papel e cola e colocando pouco a pouco em volta e depois cobrindo com tiras, assim por diante para dar um toque de pedras na parte de fora da caverna, somente por dentro não cobri muito, deixei mais papel alumínio a mostra para refletir melhor o Led que fica dentro.

A parte da tampa eu optei por deixar aberto para poder colocar o led e o buzzer com mais facilidade, visto que eu inicialmente não sabia onde ficaria a caverna e seria muito arriscado deixar um furo no lugar errado na base,eu também nem sabia que iria usar um led e um buzzer haha.

A pedra onde o Blastoise esta sentado é basicamente uma bola de massa muito grande que foi presa firmemente com muito dessa mistura

Tendo você meu caro treinador ,passado por todo esse lento processo de fabricação de floresta,vulcão,Centro Pokémon ou shopping todos feitos dos mais diversos tipos de materiais descartáveis cobertos de papel alumínio e uma mistura de caderno velho e cola,este é seu momento de relaxar e deixar seu Diorama descansando num lugar que tenha muito sol por alguns dias, demorou uns 3 para mim porque fui fazendo e deixando cada elemento secar um de cada vez.

Voce pode usar esse tempo para subir seu Magikarp pro lv 20 e ver ele se transformar numa cobra aquática gigante ou também pensar em que tipo de interação você quer que seu Diorama faça

:Luzes que simulam fogo e explosões?

Uma trilha sonora retro?

Tremores?

Não fazendo nada com água tudo aqui pode dar certo.

Step 8: Pintando Nosso Diorama:

Após a secagem ,é o momento de bancar o Smeargle e dar um pouco de vida ao Diorama em branco. Separe um recipiente com água para colocar os pinceis e também uma paleta para misturar as cores,pode ser improvisada como uma forminha por exemplo ,eu usei a parte de baixo de uma garrafa PET.

Se você comprou todas as 5 cores da lista você tem em suas mão uma gama de cores possíveis para trazer os mais variados tons a seu cenário.

No rio eu usei dois tons de azul,um mais claro e outro mais escuro, passando o mais escuro antes e o mais claro por cima depois para dar iluminação e fazer parecer que tem partes mais profundas do rio(da qual seu Gyarados level 20 pode estar saindo de la...). Um jeito interessante de usar a cola de silicone(popular cola quente) e aplicar pequenas quantias dela no rio e ir amassando ,depois de seco dar pequenas pinceladas de branco por cima(da um efeito de ondas) .

No terreno eu passei um marrom mais claro e um mais escuro ao redor seguindo a mesma regrinha do lago, e por cima um mesmo degrade com verde para indicar a grama, para nossa grama que também é o cabelo do Exeggutor vamos precisar peneirar aquelas serragens geralmente usadas para roedores, isso dá um efeito de grama mais fina e grama mais grossa ,feito isso vamos tingir de verde e deixar secar, depois passar uma cola por cima da tinta seca do terreno e ir distribuindo, tambem pode usada esta técnica também para fazer areia e até mesmo lama,depende do quanto você peneirar e as cores que for usar

. A caverna foi usado o mesmo degrade de cores anteriores só que com tons de preto e branco,a cachoeira é feita da mesma cola usada no rio, e o procedimento é o mesmo : distribua a cola numa superfície lisa que não grude e depois junte colando no topo da caverna.

Decorei parte de fora com algumas graminhas que sobraram. A pedra é só pro Blastoise dar uma relaxada ,ela não tem muitos detalhes, logo vemos que não é preciso de muita coisa para dar um pouco de animo para um cenário,mas como eu como sou muito insistente vou colocar um circuito com Arduino no meio disso tudo.

Step 9: Interações Eletronicas: Arduino

Como dito antes não é preciso de muito até mesmo por aqui,você pode simplesmente colocar um led vermelho no rabo de um Charmander fofinho ou colocar um motorzinho pequeno pra fazer girar aquele fiapo de folha da cabeça de uma Chikorita,porem aqui eu acredito que a maneira mais simples de trazer interatividade disso tudo com mais alguma outra coisa que você queira fazer com isso é usando essa plaquinha de desenvolvimento Arduino.

Quando for apertado qualquer área da parte de baixo dessa Pokebola de cartolina,o Blastoise vai fechar a boca e vai começar a tocar algumas musicas de Pokémon em 8bit.

Para isso ,alem do mecanismo da boca do Blastoise com um Micro Servo Motor, eu usei 3 buzzers esses são facilmente encontrados em circuitos de alarme velhos dos quais (esses todos foram pegos de alguns de um ferro velho e que por sorte funcionavam),mas podem ser encontrados em qualquer lojinha de eletronica e são realativamente baratos,juntamente com um led rgb que é bem baratinho (e que dei sorte de ter achado no ferro velho tambem).

Vamos então para o momento Rotom de progamação

A IDE do Arduino pode ser baixada nesse link aqui,é de facil instalação:

https://www.arduino.cc/en/software

Feito isso,conecte seu cabo de dados no Arduino e depois em seu computador ,abra a IDE e compile esse arquivo que eu mandei aqui.

Step 10: Interações Eletronicas: Boca Do Blastoise

Por conta da library do Servo ter um uso constante de um dos circuitos integrados do Arduino(os Timers que atuam como registradores) será necessario um outro jeito de controlar um servo, caso contrario ele não vai funcionar.

Caso você queira mudar o ângulo que você quer que seu Pokémon faça alguma coisa,seja mecher braço,abrir boca como o meu ou outro elemento de cenário interessante como abrir uma portinha ,faça essa pequena regra de três aqui para obter tanto o tempo de pulso que leva para chegar no angulo escolhido e quanto tempo voce quer que ele fique desse jeito.

Para controlar o servo,o Arduino manda um pulso e o servo transforma esse sinal em movimento,a largura do pulso mandado é diretamente proporcional ao ângulo do servo

Essa lógica toda eu aprendi do canal do Wagner Rambo aqui abaixo

https://www.youtube.com/watch?v=AEOb-EDVkdM

Um for com n interações, para manter o servo na posição escolhida

x*20ms= n segundos ; onde n são quantos segundos você quer o servo naquela posição

100.*20ms= 2 segundos

Para os ângulos que você quiser basta realizar a regra de três entre

0 -> 600us

30_>x us ,sendo x valor de tempo que você vai encontrar

Sabendo que 0 graus equivalem a um pulso de 600us(0.6ms)

Um pulso total tem 20 ms

Temos

20ms=20000us

20000us-600us=19400us

19400us/600=~32

Step 11: Interações Eletronicas: Pokebotão O Sensor Capacitivo

Um capacitor é um armazenador de energia formado por duas placas separadas por um material dielétrico,assim a uma dada distancia dependendo do resistor e do tamanho do papel ,o nosso corpo vai agir como o outro lado dessa placa por termos a estática própia do corpo assim obtendo uma capacitância .

A capacitância é medida usando as funções da library CapacitiveSensing onde O pino 2 do arduino atua como emissor enviando um sinal enquanto que o 3 onde o papel alumínio se situa atua como receptor recebendo ele ,quando o pino emissor 2 mudar de estado,ele então vai mudar o estado do receptor,o tempo entre a mudança de estado do emissor e a mudança de estado do receptor é dado por uma constante de tempo RC,da qual R é o valor do resistor escolhido e C a capacitância no pino receptor somado a qualquer outra capacitância (como o corpo humano por exemplo)presente no pino receptor 3.

O valor limite de limite desse sensor é basicamente então o tempo que demora pro sinal do receptor mudar ,quando atingido esse valor o circuito ativa tudo que você queira ligar ,o valor do limite pode variar dependendo do resistor usado

https://playground.arduino.cc/Main/CapacitiveSensor/

Vamos fazer praticamente um sensor de toque que eu carinhosamente chamo de Pokebotão ,para isso você vai precisar de 1 resistor de 1M Ohm e o tanto de papel alumínio para cobrir a parte debaixo do desenho da Pokebola que você vai fazer.

Tu vai espetar o papel alumínio colado com fita isolante(aqui usei adesiva e deu certo) e essa ponta do resistor que esta na Pokebola será o nosso pino 3 ,enquanto que na outra extremidade será o fio de pino 2,use fios de cor diferente para sinalizar isso.

Step 12: Interações Eletronicas: Pokeshow Musical

Se você quer colocar suas musicas favoritas dos jogos no seu Diorama essa library é a escolha perfeita,tendo-se 3 Buzzers você pode tocar muitas musicas retro 8bit com uma boa qualidade.

Para adicionar uma library nova no Arduino basta após descompactar o arquivo da mesma, entrar na ide do Arduino na barra sketch selecionar "incluir biblioteca" da qual você vai adicionar a pasta.zip de sua library.

Essa library feita por Len Shustek pega um arranjo hexadecimal de bits de uma musica e a torna tocável em um Arduino caso você tenha alguns Buzzers

https://github.com/LenShustek/arduino-playtune

Se você quiser transformar qualquer musica em mp3 pra esse tipo de dado que o Arduino toca como musica 8bit vai precisar dessa aplicação aqui também de Len Shustek

https://github.com/lenshustek/miditones

Pra usar essa aplicação você vai precisar abrir o prompt de comando do Windows

  1. · Abra a barra de iniciar e pesquise CMD, vai abrir o prompt de comando
  2. · Pra navegar por aqui você vai digitar cd na frente do nome da pasta onde vai ta o miditones.exe,no caso aqui o downloads fica "cd downloads".
  3. · Dai pra rodar o progama só digitar "miditones"
  4. · Pegue sua musica que você tenha baixado em mp3 e coloque na mesma pasta que ta o miditones
  5. · Agora sem ter fechado o prompt de comando ,digite "miditones -d -v [nomedamusicabaixada]",nesse espaço você coloca o nome da musica que você baixou
  6. · O miditones vai gera um arquivo em c com o arranjo de bit em c++ na mesma pasta de mesmo nome do arquivo de musica
  7. · Agora você vai no código e la no bloco entre parênteses “score”,você copia todo o arranjo de bit do arquivo gerado pelo miditones e cola na onde ta o array de bit do código do diorama

Pronto você vai ter sua musica preferida tocando no cenário.

Atenção que no final do processo de transformar sua musica num monte de hexadecimal doido ,haverá uma mensagem dizendo o numero de tons que a musica utiliza, O Arduino Uno consegue tocar melhor até 3,O Mega até 6 ,algumas musicas de mais de 3 tons quando tocadas no Arduino Uno não tem uma boa qualidade pois faltam trechos da musica.

Para nosso show musical (cujo uma boa idéia é se caso você for fazer um Jigglypuff você posicionar os Buzzers ao seu lado) vamos soldar todos os fios que representam o negativo(parte dourada do disco) em um fio só para usarmos só 1 GND do arduino ,vamos soldar normalmente os fios positivos nas extremidades positivas dos Buzzer (parte branca do disco e ligar as outras extremidades dos fios sem soldar nos pinos do nosso Arduino, em um desses Buzzers solde os terminais positivo e negativo do led rgb aos respectivos terminais do mesmo,isso fará com que o led pisque conforme a musica.

Na caverna só havia espaço para colocar um dos Buzzer que é o que tem o led,isso deu um ótimo efeito de musica e luzes saindo do fundo de uma caverna,mas eu não planejei nada disso então seja cauteloso pensando aonde que é que os fios de seu Diorama vão ficar.

Os fios do servo motor vão usar a porta 5V e a GND que tem do lado para alimentação e a porta 6 para o controle no Arduino(é extremamente recomendado alimentar por outra fonte e não diretamente no Arduino seus servos caso você use mais de um, pois os mesmos demandam uma corrente que o Arduino pode não fornecer e queimar).

Para todos os efeitos legais eu não estou obtendo nenhum lucro desse trabalho todo e aqui vão os termos de uso de imagem da BANDAI NAMCO referente "Dark Souls"

Step 13: O Cenario(Diorama) Funcionando

Feito tudo isso arrume um fonte,o Arduino pode ser tanto alimentado com uma fonte de até 12V quanto pode ser alimentado pela entrada de transferir dados,eu usei um Powerbank por ser USB e ser mais fácil(não use a entrada de seu computador ou notebook,elas podem não oferecer corrente suficiente para o circuito todo e você pode acabar perdendo seu computador junto com seus Pokémon que eu sei que você usa emulador no pc seu danadinho)

Dai é só apertar no Pokebotão e ver o show acontecer

Para todos os efeitos legais eu não estou obtendo nenhum lucro desse trabalho todo e aqui vão os termos de uso de imagem da Pokemon Company referente a "Pokemon"

Be the First to Share

    Recommendations

    • Robots Contest

      Robots Contest
    • Tinkercad Student Design Contest

      Tinkercad Student Design Contest
    • Organization Contest

      Organization Contest

    Comments